Sindicato

Apresentação

O Sintep/Serra tem e faz história. O processo de fundação foi alicerçado por pessoas que se empenharam ao máximo para concretizar a ideia de organização de um sindicato para reunir os trabalhadores da categoria.

A entidade começou a ser pensada no período em que o Brasil vivia o Regime Militar, e a abertura democrática estava apenas no início. No dia 15 de fevereiro de 1980, um grupo de professores e de funcionários de estabelecimentos privados de ensino fundou a Associação Profissional dos Professores e Auxiliares de Administração Escolar de Caxias do Sul. Apenas 32 dias depois, a entidade obteve do Delegado Regional do Trabalho, Celito De Grande, o certificado de registro, que a habilitava a  transformar-se em sindicato no prazo de dois anos.

No mês de setembro de 1982, um panfleto convocava os trabalhadores para uma assembleia, na sede dos Sindicatos Reunidos, com o objetivo de transformar a associação profissional no Sindicato dos Professores e Auxiliares de Administração Escolar de Caxias do Sul. O chamado alertava: "Sindicato é união, é força e vantagem para todos". A assembleia geral, realizada no dia 02 de outubro daquele ano, aprovou os estatutos-padrão, conforme as ecigências do Ministério do Trabalho, e elegeu a diretoria provisória para levar adiante a tarefa de formalizar a criação do sindicato.

Em abril de 1983, o processo solicitando a aprovação do Sindicato dos Professores e Auxiliares de Administração Escolar de Caxias do Sul, sob o nº 300.832/83, foi enviado à Delegacia Regional do Trabalho para ser encaminha a Brasília. Contudo, não foi possível concretizar o ideal de unir as duas categorias em um mesmo sindicato. No mês de novembro de 1984, o processo retornou indeferido, solicitando a separação de professores e auxiliares de administração.

Os auxiliares de administração escolar desmembraram-se, então, da associação e enviaram um novo processo para a Delegacia Regional do Trabalho. O Sindicato dos Auxiliares de Administração Escolar de Caxias do Sul (SAAE/Caxias) foi fundado em 22 de outubro de 1984, mas o reconhecimento por parte do Ministério do Trabalho ocorreu um ano depois, no dia 23 de outubro de 1985.

A partir da obtenção da Carta Sindical, iniciaram as lutas por melhores salários, condições de trabalho favoráveis e em defesa dos direitos da categoria. Um dos destaques foi a greve de 1989, quando os funcionários da Universidade de Caxias do Sul (UCS) paralisaram as atividades por mais de 20 dias. O movimento foi iniciado pelos funcionários e depois atraiu os professores. Entre os objetivos, buscavam a recomposição salarial, a democratização da instituição e melhores condições de trabalho. Muitas dessas lutas foram vencidas! Um dos principais líderes da greve foi Júlio Cesar de Almeida; após o movimento, ele foi eleito presidente do SAAE/Caxias.

Em meados de 1989, Almeida licenciou-se do cargo. Em seu lugar, assumiu o então secretário geral, Álvaro De Cesaro. Em 1991, ele enfrentou problemas de saúde e o suplente da Secretaria de Finanças da entidade, Ademar Sgarbossa, assumiu interinamente a presidência do SAAE/Caxias. Na época, o sindicato atravessava uma grave crise financeira e política. A sede encontrava-se fechada e havia o risco de intervenção e de falência. Durante esse período de transição, as lutas continuaram e o sindicato conseguiu retomar os objetivos que nortearam a sua fundação.

No ano de 1992, Ademar Sgarbossa foi eleito presidente da entidade. A diretoria recuperou o sindicato e ousou ainda mais: além de avançar nas conquistas da categoria, buscou, na Justiça, os direitos que estavam sendo negados. O processo de fortalecimento do SAAE/Caxias do Sul foi avançando e, em 05 de julho de 1993, por decisão de assembleia geral, o sindicato filiou-se à Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (Contee).

A demanda dos auxiliares de administração escolar das cidades da região levou o SAAE/Caxias do Sul a encaminhar o processo de extensão da base territorial, concretizando a regionalização na assembleia geral, realizada no dia em 19 de março de 1995.

A filiação a uma central sindical passou a ser uma necessidade para o SAAE/Caxias do Sul e região. Unir-se na luta com os demais trabalhadores do Brasil significava mais força. Em 06 de junho de 1996, os trabalhadores, reunidos em assembleia geral, decidiram pela filiação à Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Em 1997, o SAAE/Caxias conquistou os processos do Plano Collor e os direitos de insalubridade e de periculosidade para os funcionários da Universidade de Caxias do Sul (UCS).

O atendimento odontológico gratuito para os técnicos administrativos de Caxias do Sul, Farroupilha e Vacaria foi implementado pelo sindicato no ano de 1998.

O vale-alimentação, para os funcionários da UCS, foi a conquista destaque em 2001.

Em 2002, o SAAECS e Região adquiriu uma sede campestre e, em 2005, uma sede administrativa, no centro da cidade.

A partir de 2009, o SEEAC/Caxias do Sul e Região passou a representar, também, os funcionários de escolas de educação infantil (creches). Nesse ano, foi assinada a primeira Convenção Coletiva de Trabalho com o Sindicreches/RS.

Buscando avançar no processo democrático, ainda em 2009, o SAAECS e Região realizou uma mudana estatutária. O presidencialismo deu lugar à direção colegiada no comando da entidade sindical. Além disso, a denominação mudou para Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Privado da Região da Serra do RS (Sintep/Serra-RS), em 23 de outubro daquele ano.

Em 2010, o Sintep/Serra-RS realizou atividades de comemoração dos seus 25 anos de história.

Em 2012, a entidade demonstrou a importância de estar conectado com entidades representativas dos trabalhadores e como uma entidade sindical pode fazer a diferença. No Congresso da CONTEE, o Sintep/Serra fez um alerta contra a terceirização, proposta que começava a ganhar terreno e se demonstrou nociva para a qualidade da educação e para os direitos da categoria.

Em 2015, o Sintep/Serra completou 30 anos de história. Mais do nunca, em sintonia com a realidade e as lutas dos técnicos administrativos e de todos os trabalhadores da educação. Uma das principais bandeiras de luta do sindicato nesse ano foi justamente contra a ameaça que já pairava em 2009: o PL 4330 da terceirização. A unificação dos pisos salariais foi uma conquista de destaque para o sindicato.

Estes são alguns dos momentos importantes da história do Sintep/Serra. Uma história que foi e que continua sendo escrita por todos os trabalhadores da categoria. Contamos com você para continuar constuindo a história da categoria!

 

A necessidade do Sindicato
Brecht*

Mas quem é o sindicato?
Ele fica sentado em sua casa com o telefone?
Seus pensamentos são secretos, suas decisões desconhecidas?
Quem é ele?
Você, eu, vocês, nós todos.
Ele veste a sua roupa, companheiro, e pensa com a sua cabeça.
Onde more é a casa dele, e quando você é atacado, ele luta.
Mostre-nos o caminho que devemos seguir e, nós seguiremos com você.
Mas não siga sem nós o caminho correto.
Ele é sem nós o mais errado.
Não se afaste de nós.
Podemos errar e você ter razão, portanto não se afaste de nós!
Que o caminho curto é melhor do que o longo, ninguém nega.
Mas quando alguém o conhece e não é capaz de mostrá-lo a nós,
de que serve a sua sabedoria?
Seja sábio conosco!
Não se afaste de nós!

 

*Bertold Brecht foi  poeta e dramaturgo que lutava pela emancipação social da humanidade. Nasceu em 1898, na Alemanha, e morreu em 1956.